48 horas na Cidade do México: o que ver, onde ir e comer fora

O cheiro de chili fresco e carne assada; o som de música ao vivo em cada esquina; e as cores ricas e terrosas das casas pintadas com cores vivas, a Cidade do México é uma festa para os sentidos.

A Cidade do México possui muitos parques e espaços públicos ao lado de galerias de arte contemporânea e restaurantes de luxo. Foto: Alamy
A Cidade do México possui muitos parques e espaços públicos ao lado de galerias de arte contemporânea e restaurantes de luxo. Foto: Alamy

Misturando o antigo e o novo em uma charmosa mistura de arquitetura colonial influenciada pela Espanha e arranha-céus brilhantes, a capital do México é rodeada por montanhas e contém dezenas de bairros distintos que oferecem variedade infinita. Amigáveis, acolhedores e extrovertidos, os habitantes da cidade sabem como desfrutar da vida; nunca há um momento aborrecido nesta metrópole agitada.

Com mais de 150 museus, a Cidade do México rivaliza com Nova Iorque, Paris e Londres por espaços dedicados à história e à cultura, mas ao lado de seus artefatos antigos e centros históricos, também possui galerias de arte contemporânea da moda, boutiques exclusivas, restaurantes sofisticados, parques e espaços públicos abundantes e uma vida noturna frenética e variada. Uma cidade de contrastes e cores sedutoras, promete surpreender, desafiar e enfeitiçar. Veja como passar 48 horas na cidade.

Dia 1

10:00: Passeio e arte de rua

Para sentir a Cidade do México, comece com um passeio pelos bairros coloniais históricos de Roma Norte e La Condesa, lar da elite do início do século 20 da cidade. Belas mansões parisienses e de influência espanhola são pintadas em cores ricas, criando um espetáculo visual em cada esquina.

Passeie pelas ruas para descobrir murais coloridos. Foto: Getty
Passeie pelas ruas para descobrir murais coloridos. Foto: Getty

Cheios de parques frondosos, livrarias de antiguidades, oficinas de artesãos, boutiques da moda, galerias de arte, cafés, bares e restaurantes, os bairros vizinhos oferecem muitas distracções. Pare para um doce deleite na Bendita Paleta y Gelato em La Condesa, onde você encontrará uma variedade de sabores, incluindo manga e chilli, pistache e framboesa, e lichia e jamaica - o nome local do hibisco.

Esses bairros também abrigam alguns dos melhores exemplos de arte de rua da cidade, incluindo belos murais que celebram a cultura indígena mexicana. As excursões pela Street Art Chilango são a introdução perfeita para aficionados, ou simplesmente passear à vontade com sua câmera pronta. Para o almoço, vá até Contramar, em Roma Norte, para saborear frutos do mar de sabor delicado.

13:30: Descubra artefactos antigos

Na parte da tarde, visite Chapultepec, um pequeno passeio Uber longe de Roma Norte. Um dos maiores parques urbanos da América Latina, abriga o fascinante Museu Nacional de Antropologia. Mesmo aqueles que não costumam fazer dos museus uma prioridade encontrarão muito com que se maravilhar. Sua coleção incomparável, alojada em 22 galerias, pode facilmente ocupar dois dias inteiros. O museu explora a rica história do México, documentando dezenas de culturas indígenas pré-hispânicas e suas tradições religiosas, sociais e políticas.

Se o tempo for limitado, comece com a galeria mexicana, dedicada aos astecas guerreiros, que contém a famosa Pedra do Sol, assim como centenas de outros artefatos espetaculares que detalham os deuses fascinantes do povo mexicano, seus rituais, cultura e sociedade, e as facas de pedra francamente horríveis usadas para realizar sacrifícios humanos. As galerias de Teotihuacan, Oaxaca e Maya também merecem prioridade.

20:00: Coma como um local

Amostra de tacos no Orinoco. Foto: Alamy
Amostra de tacos no Orinoco. Foto: Alamy

Para o jantar, não há melhor comida do que os tacos, e não há melhor sítio para os comprar do que o Orinoco, em Roma Norte. Sempre embalado - e aberto toda a noite - este simples restaurante serve uma gama limitada mas deliciosa de tacos, incluindo opções de frango e carne em tortilhas de milho ou farinha. Não perca os costras de res, uma deliciosa combinação de carne grelhada, queijo derretido, cebola, abacate e ervas frescas, que combina perfeitamente com iogurte fresco e salsa chilli verde picante.

Dia 2

10:30: Aprofundai-vos na vida e na arte de Frida Caulo

Depois de um café da manhã tranquilo - de preferência de huevos rancheros - siga para o Museu Frida Kahlo em Coyoacan, uma vila histórica que não foi incorporada à cidade em expansão até meados do século XIX. Localizado na antiga casa da artista mexicana, conhecida como Casa Azul, que ela dividiu com seu marido, o famoso muralista Diego Rivera, o museu é perenemente popular. Reserve os seus bilhetes online para saltar as filas.

O museu é um deleite quer você esteja familiarizado ou não com o trabalho de Kahlo e sua trágica história de vida. Ele contém uma seleção de suas pinturas, esculturas e trabalhos de mídia mista, bem como uma coleção de artesanato e móveis mexicanos vernáculos e obras de artistas locais. Relaxe no grande jardim, repleto de vegetação exuberante e belas esculturas de pedra, um paraíso no qual Kahlo encontrou paz apesar de suas lutas físicas e mentais.

Visite as galerias para aprender sobre a cultura e a sociedade asteca. Foto: Getty
Visite as galerias para aprender sobre a cultura e a sociedade asteca. Foto: Getty

12:30: Cantinas e tianguis em Coyoacan

Para o almoço, siga algumas quadras ao sul até a Plaza Jardin Hidalgo, uma praça frondosa rodeada de cafés e cantinas. Para compras de lembranças, vá a um dos mercados locais. A Cidade do México abriga mais de 1.400 tianguis, ou mercados ao ar livre, vendendo desde alimentos e artigos domésticos até antiguidades e produtos artesanais. O tradicional Mercado de Coyoacan e o vizinho Mercado de Artesanias são ótimos lugares para encontrar belos tecidos bordados e jóias artesanais.

14:30: Edifícios históricos e murais imperdíveis

À tarde, visita ao centro histórico da cidade. Passeie pelo Zocalo, a praça principal da capital, rodeada de imponentes edifícios históricos, e admire a Catedral Metropolitana do México, construída entre 1573 e 1813, que apresenta um deslumbrante tabernáculo barroco e o Altar dos Reis.

Não deixe de passar por dois edifícios do governo - a entrada é gratuita, mas é necessária identificação - para ver murais inesquecíveis de Rivera. A maioria dos visitantes vai ao Palácio Nacional para ver uma enorme obra, pintada entre 1929 e 1935, que retrata a história do México, mas não perca a próxima Secretaria de Educação Pública, que apresenta mais de 200 murais, muitos deles glorificando a Revolução Mexicana e criticando o capitalismo.

20:00: Uma excursão culinária e de coquetel pelo México

Para jantar, se o seu orçamento permitir, faça uma refeição no Pujol, um dos restaurantes mais exclusivos da cidade, servindo um menu de degustação de inspiração mexicana. Foi classificado como o melhor restaurante da América do Norte este ano, por isso as reservas são obrigatórias.

Finalmente, siga para a Licoreria Limantour em Roma Norte. Um ambiente descontraído, mas animado e um serviço impecável formam o cenário perfeito para bebidas sazonais e criativas com um toque mexicano inspirado.

Por Mexicanist